Michel Toronaga e Túlio Villafañe

Comer é mais do que uma necessidade básica

O poder dos sabores e a magia da combinação dos ingredientes são capazes de nos fazer voltar no tempo e reviver momentos especiais. Seja pelas doces memórias afetivas ou na construção de um instante de confraternização, é ao redor da mesa que os nossos sentidos atam um laço amoroso entre o paladar e o coração. Sinta-se em casa, aqui reservamos um cadeira para o tempero caloroso de família até a sofisticação da cozinha contemporânea. Esperamos que você nos acompanhe e desfrute de todas as deliciosas surpresas que a gastronomia tem a nos oferecer.

Os anos de experiência a frente do portal Cine61 e como editor do Jornal de Brasília deram a Michel um olhar apurado sobre o mercado jornalistico de Brasília. O fortuito encontro entre o jornalista e o antropólogo e professor Túlio Villafañe se deu em torno de uma tábua de frios nas noites do inverno de Brasília. Os dois descobriram que compartilhavam muito mais do que o gosto por queijos; ambos nutrem uma profunda paixão pela gastronomia e pela escrita. Entre uma taça e outra de vinho, eles perceberam que o acaso poderia render um fruto. Assim surgiu o portal 3 Talheres, especializado na cobertura de notícias sobre restaurantes, bares e eventos.

Túlio Villafañe

Foto: Felipe CostaTúlio aprendeu o poder da comida de unir as pessoas com sua abuela quando, desde pequeno, todos se reuniam em torno de uma mesa servida pelo tradicional pucheiro de família para contar histórias e matar as saudades. Essa paixão pela cozinha cresceu ao longos dos anos e se tornou um dos laços mais fortes com seus amigos e uma ponte para as boas lembranças familiares da infância. Hoje, acredita que comida nos une e, por meio dela, é possível criar uma identidade.

Michel Toronaga

Foto Felipe CostaMichel é brasiliense, jornalista e, como quem o conhece bem sabe, bom de garfo. Apesar de ter sua maior experiência profissional relacionada à cultura, em especial ao cinema, não abre mão dos prazeres da mesa. Por isso gosta tanto de escrever sobre gastronomia. Acredita que a comida é uma troca de energia e que a cozinha é o lugar da casa onde todos se tornam iguais. Como parte de sua herança familiar, é fã de curry japonês, embora não abra mão de uma bela farofinha.