Inflação: Alimentação, Roupas e Saúde estão mais caros

Uma pesquisa realizada pela Trigg com 5.376 pessoas, entre os dias 11 e 18 de abril, mostra que 97% dos brasileiros perceberam um aumento significativo nos preços neste primeiro trimestre de 2022. E os setores da Alimentação (89%), Roupas e Sapatos (30%) e Saúde (29%) foram onde essa percepção, segundo eles, foi maior. Mesmo assim, os brasileiros continuam comprando mais neste ano.

O levantamento constatou que 71% dos brasileiros fizeram mais compras esse ano em relação a 2021 e quase 80% pretendem continuar comprando neste mesmo ritmo ou até mais nos próximos meses. A prioridade na lista de consumo tem sido: Alimentação, Educação e Eletrônicos e Tecnologia.

Pesquisa: quais setores os aumentos de preços foram mais perceptíveis?

 

“Apesar do cenário econômico e aumento dos preços em importantes setores, constatamos que o brasileiro aumentou o consumo. Aqui, na Trigg, estamos sempre atentos ao cenário e às demandas de crédito dos nossos clientes para que eles sejam beneficiados com os nossos serviços e, também, com conteúdos de educação financeira para que administrem o dinheiro da melhor maneira possível.”, comenta Wellington Alves, CEO da Trigg.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.