LEKUBI Chega ao Brasil: vinhos premium em embalagem bag in box

O que você acha da possibilidade de chegar em casa e tomar apenas uma taça de um excelente vinho sem se preocupar em estragar o restante da garrafa? Ou então passar a ter uma seleção de alto nível para consumo em taça no seu restaurante preferido? Isso passa a ser possível agora com a chegada ao Brasil da LEKUBI, uma seleção de vinhos de grande qualidade produzidos por importantes vinícolas e assinados pelos mais respeitados enólogos em embalagem conhecida como “bag in box”.

“Quantas vezes em casa você já deixou de abrir uma garrafa de vinho só porque ia tomar apenas uma taça e não queria perder o vinho? Pois bem, com LEKUBI, você pode ir degustando o seu vinho aos poucos, no momento que quiser e na quantidade que desejar, sempre com a mesma qualidade”, diz Ricardo Braga, proprietário da LEKUBI.

A embalagem de LEKUBI tem 3 litros, o equivalente a 4 garrafas de 750 ml, e foi concebida para ser fácil de transportar e prática de armazenar, garantindo a qualidade do vinho por até dois meses depois de aberto. A estrela do portfólio da empresa é o LEKUBI MONTE DA RAVASQUEIRA RESERVA DA FAMILIA – TINTO 2019 (D.O.C Alentejo), que acaba de conquistar a medalha de ouro no mais importante concurso de bag in box do mundo, o “Concours International Wine in Box”, que todos os anos acontece em Toulouse, na França.

A LEKUBI chega ao mercado brasileiro trazendo um total de nove rótulos de vinhos portugueses (sete tintos, um branco e um rosé), produzidos por importantes vinícolas situadas no Douro, Alentejo, Setúbal e Palmela.

Os produtos da LEKUBI já podem ser adquiridos no site

“O passo seguinte é expandirmos o nosso portfólio com vinhos de outros países, como França, Itália, Espanha, Chile, Argentina e Brasil”, explica Deosdete Ribeiro Júnior, também sócio da LEKUBI.

A empresa

A LEKUBI foi fundada por Braga e Ribeiro, dois empresários brasileiros radicados em Portugal, Deosdete Ribeiro Júnior e Ricardo Braga, para investir na criação de uma linha de bag in box única, com vinhos premium. O objetivo é tornar-se líder do segmento no Brasil, onde as embalagens bag in box ainda representam apenas 1% do mercado.

“Já tivemos a oportunidade de participar de diversas feiras de vinhos internacionais, como a Prowine, de Dusseldorf — a maior feira de vinhos do mundo –, e a receptividade dos produtores e especialistas do segmento ao nosso projeto é muito interessante. LEKUBI é um projeto diferenciado até mesmo aqui na Europa”, diz Braga.

E a aposta é a de que o formato terá grande impacto no mercado brasileiro, inclusive sobre o volume de consumo local:

“Estamos muito animados com o potencial de crescimento da LEKUBI no Brasil. Não apenas no consumo em casa, mas também no segmento de bares, restaurantes, hotéis e dos eventos. Acreditamos que podemos ser mais um instrumento para colaborar na democratização do vinho no Brasil”, complementa Ribeiro.

O que é bag in box

A embalagem foi criada em 1956 por um produtor de vinhos australiano chamado Thomas Angove, que buscava fazer com que o seu vinho durasse por mais tempo depois de aberto. Basicamente, ela consiste em uma embalagem em formato de saco para conter a bebida, dentro de uma caixa. Por fora da caixa, há uma pequena torneira por onde o vinho sai sem deixar o ar entrar, o que evita que a bebida oxide e assim se estrague rapidamente.

De lá para cá, o bag in box vem se popularizando no mundo inteiro, com níveis de crescimento bastante consistentes. Grandes cadeias varejistas como Whole Foods e Waitrose, por exemplo, destinam cada vez mais espaço nas suas prateleiras a estes vinhos, inclusive criando as suas próprias marcas de bag in box.

Em 2020, na Inglaterra, Sainsbury’s e Marc&Spencer reportaram incrementos de vendas na ordem dos 40% no segmento em relação ao ano anterior. E a estimativa é de que com a pandemia estes números continuaram crescendo. Nos países nórdicos, como Suécia, Noruega e Dinamarca, as embalagens bag in box já possuem uma participação superior a 60% do mercado.

“O bag in box revolucionou a forma como o vinho chega ao consumidor, numa embalagem mais sustentável, mais fácil de transportar,”, diz Filipe Cardoso, proprietario e enólogo da SIVIPA em Palmela, uma das vinícolas portuguesas parceiras da LEKUBI.

Além do crescimento de market share, outra mudança importante se consolidou nos últimos anos: o bag in box, que antes era percebido como uma embalagem para vinho barato e de má qualidade, vai mudando sua imagem, conquistando os públicos mais exigentes, com inovação e sobretudo qualidade.

“O formato de vinhos bag in box é amplamente conhecido e utilizado por grande número de produtores europeus, adotando este tipo de embalagem para várias gamas de vinhos. Tem o mesmo conteúdo das garrafas, só que com custos mais baixos de material e transporte. São muitos os produtores que colocam belíssimos vinhos hoje neste formato de embalagem, e por isso, é preciso descobri-los”, diz Filipe Sevinate Pinto, enólogo da Herdade da Barrosinha em Setúbal, outra das vinícolas parceiras da LEKUBI.

Prêmio na França

O prêmio ao LEKUBI MONTE DA RAVASQUEIRA RESERVA DA FAMILIA – TINTO 2019 (D.O.C Alentejo) no “Concours International Wine in Box” foi concedido por um júri formado por enólogos e sommeliers, numa prova cega de dois dias de mais de 500 bag in box de todo o mundo. A medalha de ouro credencia a LEKUBI a participar de uma outra importante premiação neste mesmo concurso, a de melhor design de embalagem (Best Dressed), que ocorrerá em Toulouse, no próximo mês de setembro de 2022.

Estratégia de comercialização:

LEKUBI já está sendo distribuído nacionalmente por meio de revendedores que atendem aos mercados de bares e restaurantes para o desenvolvimento da cultura do vinho em taça, e também, aos consumidores finais para possibilitar o consumo continuado do vinho. LEKUBI possui também um site de e-commerce que já está em funcionamento com entregas em todo o Brasil

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.