Por que o “nhoque da fortuna” dá certo

Você, provavelmente, já ouviu falar sobre o “nhoque da fortuna”, certo? Embora seja uma tradição de origem italiana, com o tempo pessoas de outras nacionalidades aderiram a esta superstição, que consiste em listar três pedidos, em diferentes papéis, que são colocados debaixo de um prato de nhoque.

A regra é comer as sete primeiras unidades de nhoque, em pé, no dia 29 de qualquer mês, com o intuito de atrair sorte e prosperidade nos próximos dias do ano.

Para descobrir se o “nhoque da fortuna” funciona, Elainne Ourives, terapeuta quântica e treinadora mental, foi convidada a se aprofundar no assunto. Para a especialista – que também é influenciadora digital, com mais de 1 milhão de seguidores em todas as suas redes sociais-, a partir do momento em que pensamentos positivos e prósperos são “holococriados”, a energia é diretamente ligada à realização dos sonhos.

“Não somos feitos somente de matéria, mas sim de energia e vibração. E quando direcionamos nossa energia para pedir algo específico para o universo, podemos materializá-la em forma de desejos. É a famosa ‘fé que move montanhas’”, explica.

A tradição pode variar de família para família. Os desejos podem ser escritos em papéis, ou apenas mentalizados durante a degustação do nhoque. Segundo Elainne, ao definir metas e objetivos – seja por escrito ou em forma pensamento-, um importante passo é dado “É o início do processo em que podemos transformar toda a energia positiva em matéria, como, por exemplo, quem quer trabalhar naquela empresa que tanto deseja, ou quer realizar a viagem dos sonhos”, comenta.

filé mignon com nhoque - Bla’s amplia cardápio e faz promoções
Nhoque com filé mignon do Bla’s

Para o empresário Adriano Costa, que já segue a tradição há mais de 30 anos, diversos sonhos foram realizados “graças” ao nhoque da sorte. “Viagens que não imaginava ou a compra de uma casa própria, mesmo desempregado, foram alguns dos sonhos que se tornaram realidade após o “ritual” do “nhoque da fortuna”, conta.

Para Elainne, o ideal, antes de realizar qualquer superstição, é seguir dois passos: deletar os pensamentos negativos (“lixo mental”) e, em seguida, criar com clareza as imagens do que se deseja na mente, projetando tudo aquilo que se quer alcançar no futuro próximo. É o que chamamos de reprogramação mental, permitindo substituir os sentimentos ruins e antigos no cérebro pelos pensamentos positivos. “Dessa forma, o ritual do nhoque, assim como vários outros, com certeza trará resultados para a pessoa que o pratica, nos próximos meses”, conclui a especialista.

Sobre Elainne Ourives

Treinadora de reprogramação mental e psicoterapeuta quântica – técnica revolucionária de tratamento energético através do pensamento e da intenção estruturada que utiliza comandos quânticos estruturados logicamente para atingir determinado objetivo no corpo físico, emocional, mental e espiritual. Formada por um dos maiores especialistas em física quântica do mundo – Amit Goswami -, é considerada a maior influenciadora digital brasileira no assunto, com mais de 1 milhão de seguidores em suas redes sociais. Responsável por desenvolver a Técnica Hertz – reprogramação de frequência vibracional -, oferece diversos cursos online, como o de HoloCocriação – ajudando alunos na cocriação holográfica em busca de metas de vida que envolvem amor, felicidade, prosperidade, perdão e sucesso profissional. Prepara-se para lançar o livro DNA Milionário, Editora Gente.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.