Dicas de treino para hipertrofia

Quem entra na academia, na maioria das vezes, tem dois objetivos: ou quer perder peso ou quer ganhar massa muscular. Ter um corpo bem definido e musculoso é o desejo tanto de homens quanto o de mulheres. A estética nunca falou tão alto como nos tempos de hoje onde encontramos doenças como a anorexia e a bulimia, típicos distúrbios alimentares.

Os homens querem um corpo tipo galã de novela e as mulheres querem coxas e bumbum avantajado. Conseguir isso leva tempo mas, seguir algumas dicas é essencial para o bom desempenho do corpo e para alcançar o objetivo tão almejado.

Fisiologicamente falando

Os nossos músculos são constituídos de feixes de fibras musculares. Essas fibras são formadas, basicamente, por cadeias polipeptídicas, ou seja, longas cadeias de proteína. Quando impomos uma grande carga aos músculos, como no treino de musculação, por exemplo, ocorrem pequenas microlesões nas fibras.

Elas simplesmente se rompem e quando há qualquer tipo de lesão no nosso corpo ocorre a dor. É por isso que depois do exercício sentimos dor muscular e como já dizia a frase “sem dor não há ganho” é por causa dessas lesões que você consegue ganhar massa muscular.

Quando a fibra se rompe, o processo de reparo muscular se inicia. Nessa parte entra a boa alimentação que você deve ter com grandes quantidades de proteínas e carboidratos simples (apenas neste momento). O carboidrato ajuda a levar a proteína até o lugar necessário para que haja a construção de novas cadeias polipeptídicas e neoformação de tecido muscular.

O corpo prefere garantir que aquele local não vá se romper novamente e então ele constrói mais fibras, umas por cima das outras e é assim que você ganha hipertrofia muscular.

Treine o tempo certo

Passar mais de uma hora no treino pode ser prejudicial. No caso da musculação, pecar pelo excesso pode desfazer todo o trabalho de uma hora de exercícios. A sequência de nutrientes utilizados para gerar energia para o corpo é a seguinte: carboidratos, gorduras e proteínas. Depois de uma hora de exercícios o organismo começa a usar a proteína como fonte de energia, ela é degradada até que seja equivalente a um carboidrato e utilizada. Ou seja, depois de uma hora você está consumindo as proteínas que seriam utilizadas para o reparo e crescimento muscular.

Fazer o exercício com qualidade

Quando se fala em musculação, saber a angulação com a qual você faz o exercício é tudo. Realizar agachamento até 90º não é apenas para reduzir o risco de lesões, mas também, porque nesse ângulo é possível ter o quadríceps trabalhando ao máximo. A quantidade de carga também não é proporcional ao tamanho da hipertrofia. Cada um possui um biotipo muito específico e, pode ser que com pouca carga você já consiga um bom desempenho nos treinos.

Siga uma sequência adequada

Quanto mais o músculo é fadigado, mais ele é lesionado e a hipertrofia será maior e acontecerá de maneira mais rápida. Para fazer isso é preciso seguir uma sequência de treinos usando o mesmo músculo principal. Por exemplo, é dia de treinar cadeia posterior, então você vai treinar tudo de glúteo primeiro, depois tudo de posterior da coxa e depois tudo de panturrilha. Vai agrupar os exercícios por músculo e assim ele irá fadigar mais rapidamente gerando maior ganho de massa muscular.

Deixe um comentário