Franquia de sorvetes de SP quer expandir mercado

Franquia de sorvetes Dona Nuvem de SP quer expandir mercado

Franquia de sorvetes de SP quer expandir mercadoA famosa Rua Augusta, na capital paulista, tem a mais charmosa sorveteria da cidade: com filas na porta em todos os finais de semana desde a inauguração, há quase um ano, a Dona Nuvem inovou ao oferecer à clientela uma experiência única de entretenimento ao mesclar sorvete e algodão doce numa única sobremesa, repleta de cor, sabor e qualidade. “Realmente, não vendemos sorvete com algodão doce ou vice-versa: trazemos uma experiência lúdica e divertida para crianças e adultos por meio de produtos fresquinhos, produzidos na própria loja”, explica Manoel Lima, idealizador da marca.

A franquia acaba de ser lançada, e espera expandir-se por meio de lojas e quiosques em todo o Brasil. São dois modelos de franquia: a loja, ideal para ruas, shoppings e galerias, exige pontos a partir de 45 m2 e investimento de cerca de R$ 300 mil, já incluindo a taxa de franquia. O modelo Quiosque, indicado para galerias ou shoppings, exige um espaço de 9 m2 e investimento médio de R$ 200 mil, também com a taxa de franquia inclusa.

Mercado – O franqueador faz questão de ressaltar que sorvete não é um mercado sazonal. Atualmente, com o surgimento de novos tipos de produtos, que vão dos gourmet aos orgânicos e veganos, este mercado cresce ano a ano, com perspectiva de ampliação de 81% até 2020, conforme pesquisa da Mintel, empresa global de inteligência de mercado. “Segundo pesquisa da Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (Abis), o consumo saltou de 686 milhões de litros, em 2003, para 1 bilhão, em 2016, com destaque para 2014, que teve uma alta de consumo de 1,3 bilhão. O país é o 10º maior produtor mundial e o 11º maior consumidor, sendo o Nordeste a região com maior número de vendas”, ilustra Lima. A Dona Nuvem oferece ao franqueado todo o suporte para abertura de sua unidade franqueada, desde a avaliação do ponto comercial e o projeto arquitetônico até os treinamentos, a transferência de know-how e o suporte operacional completo.

Sem comentários

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.