Quando o assunto é restrição ao açúcar

Mônica Rocha

Como já falamos, uma alimentação restritiva não parece uma tarefa fácil, mas muitas pessoas, nos dias de hoje, precisam restringir alguns alimentos como, por exemplo, o açúcar.

Será possível manter uma dieta saborosa sem nenhum tipo de açúcar?

Hoje vamos falar um pouco sobre esse tema. Se você tem restrição ao açúcar, seja por uma doença crônica como diabetes tipo 2 ou por estar em fase de emagrecimento, saiba que existem doces e preparações que podem dar mais sabor a sua sobremesa/refeição.

Eles podem ser feitos a partir de farinhas de baixo índice glicêmico, que terão um impacto menor na glicemia e com adoçantes naturais.

Os adoçantes não elevam a glicemia e não ativam a insulina, por isso acabam sendo uma opção plausível de substituição do açúcar para muitas receitas. Dentro desse contexto existem os adoçantes naturais e os artificiais, estes não são muito indicados por não serem naturais. O nome já diz: ARTIFICIAL. As nossas células não reconhecem por não ser natural. Exemplo de adoçantes artificiais: sucralose, aspartame, sacarose etc.

Os naturais:

  • Xilitol e Eritritol são feitos  a partir de fibras de algumas plantas e da fermentação de algumas frutas e vegetais.
  • Taumatina (adoçante natural) é feita da mistura de proteínas retirada de uma planta da África.
  • Estévia (adoçante natural) é feita à base de uma planta medicinal chamada estévia.

É claro que o ideal é se acostumar com o sabor natural dos alimentos, mas os adoçantes acabam ajudando nesse processo de adaptação do paladar.

O açúcar refinado não é essencial para a nossa vida e não precisa fazer parte do nosso dia a dia, pois existem inúmeros alimentos que fornecem “açúcar” para o nosso corpo, por serem polímeros de glicose, por exemplo: raízes ricas em carboidratos, grãos, frutas (frutose) e, por isso, esses alimentos também devem ser usados com cautela por quem tem restrição ao açúcar, pois também ativam a insulina.

Mas nos dias atuais criamos uma certa dependência do açúcar, o que não me assusta, pois ele realmente é viciante por ativar regiões cerebrais de prazer e recompensa.

Todos esses adoçantes naturais citados acima podem ser usados também na culinária, em receitas caseiras de bolos, biscoitos e sobremesas, que ficam igualmente saborosas como as tradicionais. Assim, você poderá passar por essa restrição ao açúcar de uma forma mais prazerosa.

4 Comments
  1. Matéria muito interessante! Faz a gente repensar no uso do açúcar e se adaptar sem ele nos alimentos. PARABENS!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.